Sobre

Criado em 2006, o NEMO (Núcleo de Estudos em Modelagem Conceitual e Ontologias) é um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo dedicado a investigar a aplicação de ontologias fundacionais e de domínio além de técnicas baseadas em ontologias nos vários aspectos da modelagem conceitual como, por exemplo, modelagem de informação, modelagem corporativa, sistemas baseados em agentes e a Web Semântica.

Estabelecemos parcerias produtivas com empresas no que tange a aplicação de ontologias em diferentes setores, como engenharia de domínio, engenharia de software e energia (petróleo e gás). Além disso, desde a sua criação, membros do NEMO têm participado ativamente na consolidação da comunidade de pesquisa em ontologias no Brasil, realizando atividades como a organização de alguns dos primeiros eventos científicos dedicados ao assunto no país.

O NEMO absorveu o antigo LabES (Laboratório de Engenharia de Software). O LabES foi fundado em 1999 com o propósito principal de investigar a aplicação de técnicas baseadas em ontologias na Engenharia de Software. Nesta área, um dos projetos conduzidos dentro do laboratório foi o Projeto ODE (Ontology-based Software Development Environment). Este projeto investigou o uso de ontologias de domínio para engenharia de domínio e para o desenvolvimento sistemático de frameworks semânticos orientados a objeto, resultando em uma série de ontologias formais em vários subdomínios da Engenharia de Software (ex.: requisitos, processo, qualidade, análise de riscos, etc.).

Desde 2003, o grupo também esteve envolvido no desenvolvimento de projetos relacionados ao uso de ontologias (tanto como framework de referência quanto como artefato de representação de conhecimento) para prover suporte inteligente em gerência de conhecimento de Engenharia de Software.

O NEMO é financiado por diversas agências de fomento (FAPES, CAPES, CNPq) com destaque para o recente programa PRONEX (FAPES/CNPq) para centros de reconhecida excelência no Brasil.